19 de dezembro de 2015

Feijão com Catacuzes Selvagens e a descoberta dos sabores de antigamente




Olá Mary & Mom, 

bem sei que vos tenho escrito pouco ultimamente, mas a minha ausência temporária do blogue não tem significado a minha ausência na cozinha e muito menos nas experiências culinárias. Hoje vou-vos compensar.
Tenho estado a frequentar um workshop de culinária alentejana vegetariana com a professora Margarida Macedo (de que já vos mostrei algumas fotos no facebook) e que me tem proporcionado magníficas experiências. Posso afiançar que se tem feito magia na Taberna do Efigénio em Alcaria da Serra. 

Ora numa das nossas sessões em que falávamos sobre as particularidades da culinária alentejana e o seu uso de plantas espontâneas tive a sorte de ouvir falar pela primeira vez dos catacuzes. 
Por um grande golpe de sorte, ao fim de uns dias, um senhor meu amigo veio trazer-me uma saquilada de catacuzes e aconselhou-me que os fizesse com feijão. Bendita a hora!

 Os catacuzes ou labaças ou erva azeda ou espinafre-limão ou Rumex crispus L. são conhecidos há tanto tempo que foram umas das plantas classificadas pelo pai da Taxonomia, Lineu. Já os nossos antepassados árabes as comiam em sopas com grão. 
 Se fiquei surpreendida por nunca ter ouvido falar em tal maravilha não fiquei menos feliz por aprender uma coisa nova sobre a culinária alentejana. 

 A riqueza nutricional e a forma de os cozinhar são muito semelhantes ao espinafre, mas o sabor é muitas vezes mais interessante.
Aqui vos deixo uma receita tão antiga quanto deliciosa.


Ingredientes:

  • 3 chávenas de feijão manteiga ou encarnado cozido
  • 1 ou 2 chávenas de caldo da cozedura do feijão ou de caldo de legumes
  • 1 molho de catacuzes (que dê para agarrar com as duas mãos)
  • 6 colheres de sopa de azeite bom (mais coisa, menos coisa)
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho esmagados
  • um molho pequeno de coentros
  • sal grosso q.b.
  • uma esguichadela de vinagre
  • uma morcela de seitan da Elichristi ou 4 ou 5 rodelas de chouriço (facultativo)


Modo de Fazer:

1) Lave os catacuzes com água corrente e remova o pedúnculo e a nervura central das folhas. Reserve.

2) Prepare um refogado com o alho, a cebola, o azeite e a morcela vegetariana (piquem a pele toda com um garfo) ou as rodelas de chouriço, se os desejarem usar. Deixe a cebola alourar ligeiramente.
 A versão original do feijão com catacuzes não leva enchidos e fica igualmente boa.

3) Acrescente o feijão, o caldo, os catacuzes e o vinagre e deixe apurar com o tacho meio tapado. Deve cozinhar em lume brando pelo menos 35 minutos.

4) Cerca de 5 minutos antes de apagar o lume acrescenta-se o sal e os coentros picados.


Serve-se em prato fundo sobre umas sopas de pão.
Bom apetite,
Sophia.




Webgrafia:

1) http://www.portaldojardim.com/pdj/2010/07/10/labacas-ou-catacuzes/

2) https://pt.wikipedia.org/wiki/Rumex_crispus

Sem comentários:

Enviar um comentário