27 de setembro de 2015

Uma Paella de trazer por casa



Olá Mary & Mom,

a paella é um prato verdadeiramente mediterrânico, pela sua tradição e pela sua história, com tudo o que inclui de miscigenação. O arroz trazido pelos árabes, o tomate trazido da América do Sul pelos navegadores, as carnes introduzidas pelos trabalhadores do campo e os mariscos pelos homens do mar.
 Ele há paellas para tudo quanto é gosto, de carnes, de mariscos (paella marinera), negras da tinta do choco, de vegetais (hei-de trazer-vos uma versão vegetariana), de massa - a fideuà - e de caracóis e do que vos possa passar pela cabeça.
 A paella original terá sido inventada no século XV por trabalhadores rurais na região espanhola de Valência, onde apareceram as primeiras plantações de arroz, e incluía o que havia à mão para cozinhar: o arroz, os legumes, carnes de caça e caracóis. Cozinhava-se em fogo de lenha num tacho baixo e largo - a paella - possível descendente dos tabuleiros romanos chamados patella, usados para as oferendas aos seus deuses.
 Por cá este prato conhece-se, justamente, por arroz à valenciana ou paelha, pois claro.
 Esta é uma versão simples e aportuguesada mas não menos saborosa. Usei ingredientes mais ou menos económicos e que poderão encontrar com facilidade nas nossas lojas e mercados.
 Disfrutem. ;)


Ingredientes:
  • 1 chávena de arroz (usem arroz de grão médio, que não se desfaça)
  • 400 mL de vinho branco
  • 250 mL de caldo de galinha ou de legumes
  • 1 chávena de miolo de camarão
  • meio frango partido em pedaços
  • 3 tomates em cubos
  • 1 cenoura às rodelas
  • 1 punhado de pimento vermelho cortado às tiras ou couve roxa cortada em juliana fina ou picada
  • 1 chávena de ervilhas
  • 1 colher de sopa de açafrão em pó
  • sal q.b.
  • 1 cebola picada

Modo de Fazer:

1) Prepara-se um refogado com a cebola, onde se sela o frango. Se não tiverem uma paella ou paelheira ( tacho próprio para fazer paellas) usem um tacho baixo e largo, que se assemelhe o mais possível com uma.
2) Acrescenta-se a cenoura e o açafrão. Tapa-se o tacho e deixa-se cozinhar uns minutos.
3) Adiciona-se o tomate e deixa-se cozinhar mais uns minutos, mexendo de vez em quando.
4) Adicionam-se as ervilhas, o vinho e a água e tempera-se com sal.
5) Quando a água entrar em ebulição acrescenta-se a couve, o arroz e o miolo de camarão. Cozinha em lume brando, mexendo o menos possível, com o tacho meio tapado até o arroz se apresentar cozido.

O arroz deve ficar húmido, mas não malandrinho.
Bom apetite,
Sophia.

Webgrafia:

1) http://www.paellaselmolino.com.br/p/historia-da-paella.html
2) https://pt.wikipedia.org/wiki/Paella
3) http://www.lapaella.net/recipiente/

Sem comentários:

Enviar um comentário