31 de dezembro de 2014

Chegou o Inverno e as laranjas da Vidigueira


Olá Mary & Mom

No dia 21 de Dezembro dá-se o Solstício de Inverno. É o dia mais pequeno do ano e a noite mais longa.

Já há fartura de laranjas.

Aproveita-se-lhe tudo, desde a polpa, as sementes (quando as há), até à casca e ao sumo.

Apenas uma nota que tem que ver com a hora do seu consumo: "De manhã é ouro, à tarde é prata e à noite mata". Se a vitamina C ou ácido ascórbico pode interferir na qualidade do sono, não é seguramente a quantidade contida numas laranjinhas ... Na verdade nunca vi ninguém finar-se por comer laranjas. Fica a nota.

Abriu-se na nossa cozinha a época em que a laranja é rainha e ingrediente indispensável em muitos pratos, dos Doces (compota e conservas), aos Bolos secosBolos Molhados, Tortas, Pudins, Semi FriosCheesecake, Batidos, Saladas, Carne , Pratos regionais,e por fora...

Não menosprezamos a laranja algarvia, contudo a nossa relação com a culinária alentejana, leva-nos às laranjas da Vidigueira.

Aqui fica o convite para usar laranja em tudo ou quase tudo o que cozinharem.

Feliz Ano Novo.
Mom


 Até para o Ano.









2 comentários:

  1. Feliz 2015!
    Não conhecia as laranjas da Vidigueira, mas pelo aspecto, parecem-me bem especiais.
    Sendo eu alfacinha "de gema", gosto muito da riqueza da gastronomia alentejana.
    Também gosto muito de usar a laranja para aromatizar Doces ou Salgados. Nos pratos salgados de carne ou de peixe, a laranja enriquece muito o seu sabor final.
    A propósito do famoso provérbio que referes, aprendi com o Dr. Lyon de Castro (médico naturista) que ele tem origem no facto de de manhã, haver maior potencial para a sintetização e absorção de todos os nutrientes da laranja (acho que tem a ver com o Sol); de tarde é menor e à noite é nula, por isso pode tornar-se indigesta para pessoas mais sensíveis. Voz do Povo, voz de Deus, não é?
    Bjs. Bombom

    ResponderEliminar
  2. Olá Bombom!
    As laranjas da Vidigueira gabam-se de ser as melhores do mundo. Temos que lhe perdoar a imodéstia. É que são mesmo boas.
    A questão do provérbio é de facto pertinente. Enquanto miúda sempre fiz pouco de tais dizeres e me orgulhei de comer laranjas à noite e a todas as horas do dia. Agora, depois de "grande", não me assenta o estômago se tenho a ousadia de as comer depois de jantar. Ele há coisas...
    Um feliz 2015 também para ti.
    Bjinhos,
    Sophia.

    ResponderEliminar