24 de fevereiro de 2014

Sopa de Couve e Coentros (quase crua)


Olá Mary & Mom,

há alguns anos atrás lembro-me de ver um reportagem na televisão sobre uma família oriunda do norte da Europa que tinha assentado arraiais em Portugal e levava uma vida totalmente despida de luxos, no campo, um pouco distante da comunidade em volta, a trabalhar a terra, a ensinar as suas crianças em casa. Todos vegetarianos e crudívoros. Sim, crudívoros.
Serve então este post de uma sopa de sabor quase cru para falar numa tendência mais e mais disseminada nos dias que correm: o crudivorismo.
 Na altura em que saiu a reportagem este tipo de dieta ou esta filosofia de vida, como queiram interpretar, era tão estranha e tão rara que justificava por si só uma reportagem no noticiário da noite, em pleno horário nobre.
 Actualmente, esta dieta que prega as virtudes de comer apenas alimentos que não tenham sido cozinhados a mais de 40ºC - alimentos vivos - para melhor preservar alguns nutrientes como a vitamina C, algumas vitaminas do complexo B ou enzimas naturalmente presentes nesses alimentos, tem vindo a tornar-se mais comum e os seus adeptos cada vez menos olhados como seres raros.
 Ainda que a teoria que suporta o crudivorismo careça de algumas evidências científicas, os seus adeptos reclamam os seus benefícios e o bem estar por ela produzido.
 Eu que não sou crudívora fiquei convencida com alguns pitéus que vim a descobrir.
 Para quem ficou curioso e visto que, na verdade, a minha sopa não é crua, nem de perto nem de longe - ainda que tenha a virtude de conservar o sabor autêntico dos seus ingredientes - recomendo a leitura deste blogue muito interessante: The Raw Food Sisters. Podem ainda procurar a página do Facebook.
 Boas leituras e bons petiscos.



Ingredientes:

  • um molho de folhas de couve verde (podem ser folhas de brócolos, couve galega ou outra ao vosso gosto) 
  • 4 batatas
  • 1 fatia generosa de abóbora amarela (podem ser 3 courgettes ou uma fatia de abóbora menina, se não arranjarem da amarela)
  • 2 dentes de alho
  • 3 cenouras grandes
  • 1 molho generoso de coentros

Modo de Fazer:

1) Lavam-se todos os ingredientes e tira-se a casca das batatas, do alho e da abóbora (se usarem courgette não precisam de a descascar).

2) Cortam-se em pedaços e colocam-se na panela de pressão com água, à excepção dos coentros. Como gosto da sopa grossa coloquei água suficiente só para cobrir metade da altura dos legumes.

3) Fecha-se a tampa da panela de pressão e leva-se ao lume até começar a apitar. Nesta altura apaga-se o lume e deixa-se ficar na panela até perder a pressão.

4) Quando a panela perder a pressão destapa-se, tempera-se com sal, azeite e coentros e passa-se com a varinha mágica.


Bom apetite,
Sophia.


Webgrafia:

1) http://pt.wikipedia.org/wiki/Crudivorismo
2) http://therawfoodsisters.com/blog/
3) https://www.facebook.com/pages/The-Raw-Food-Sisters/374166639356777?ref=ts&fref=ts

Sem comentários:

Enviar um comentário