16 de setembro de 2013

Empadão de Soja e Millet



Olá Mary & Mom,

aprendi recentemente que a cozinha macrobiótica dispensa os legumes e frutos de plantas da família das solanáceas, que são tidos como potencialmente tóxicos. Muito embora eu não seja rigorosamente uma seguidora da filosofia macrobiótica reconheço o seu valor e tento aproveitar alguns dos seu ensinamentos que me parecem muito válidos.
 Um dia destes, a ler o meu blogue favorito sobre filosofia e alimentação macrobiótica - Macrodiana, previamente Hi- Fu-Mi-Yo - verifiquei que a Diana faz uns belos empadões, não com puré de batata mas com "puré" de millet ou milho painço.
 Encontrei o dito millet numa loja de alimentação dietética e lá deitei mãos à obra.
 A minha versão do empadão não é rigorosamente macrobiótica, até porque usei na sua confecção lacticínios, mas ficou bastante saborosa, se me é permitida a imodéstia.
 Para tornar a vossa refeição um pouco mais macrobiótica deverão substituir o molho inglês por shoyu, o leite e as natas de vaca pelos seus congéneres de aveia e acompanhar o vosso empadão (a pender para o Yang, se não estou em erro) com uma salada fresca (de pepino e kiwi, sem iogurte, por exemplo) e/ou uns vegetais verdes cozidos ou salteados (mais Yin).
 Espero que gostem.


Ingredientes:
  • meia chávena de soja granulada
  • 125mL de molho inglês ou molho de soja (shoyu)
  • 125mL de vinho tinto (facultativo)
  • 2 cenouras
  • 1 cebola pequena
  • 2 dentes de alho
  • uma folha de louro
  • piri-piri (facultativo)
  • orégãos
  • 120 mL de azeite
  • 1 chávena de milho painço (também conhecido como millet)
  • 3 chávenas de água
  • meia chávena de leite de aveia ou de vaca, conforme a vossa preferência
  • 1 colher de sopa de manteiga (de soja ou de vaca)
  • sal
  • pimenta
  • noz moscada
  • 1 ovo (facultativo)


Modo de Fazer:

1) Coloca-se a soja de molho em molho inglês (ou de soja) e no vinho tinto, para amolecer e ganhar sabor. Se for necessário pode acrescentar-se um pouco de água morna.


2) Lava-se o milho painço e coloca-se a cozer em água com sal. Deve usar-se sensivelmente o triplo do volume de água, relativamente ao de milho. Coze em lume médio durante cerca de meia hora.


3) Ao fim de meia hora baixa-se o lume e acrescenta-se o leite, a manteiga, o sal, a pimenta e a noz moscada. Deixa-se ao lume mais uns cinco minutos, mexendo de vez em quando.


4) Entretanto noutro tacho refoga-se a cebola e o alho picados e uma malagueta no azeite até ficarem louros. Acrescenta-se então a soja granulada, o louro, os orégãos e a cenoura ralada. Deixa-se a cozinhar até evaporar o álcool.


5) Numa assadeira espalha-se cerca de metade do "puré" de millet, de seguida coloca-se o picadinho de soja e uma última camada de puré de millet.

6) Se assim o desejarem podem bater um ovo e pincelar a superfície do empadão para dar brilho.


7) Vai ao forno a cerca de 200-220ºC até ficar coradinho.

Bom apetite,
Sophia.


Webgrafia:

1) http://vidagrande.wordpress.com/2013/02/09/alimentos-yin-e-alimentos-yang/

4 comentários:

  1. Huuuuuuuuummmmmmmmmmmmm... QUE DELICIA!!!
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil).

    http://decolherpracolher.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com milho e soja orgânicos e não transgénicos. Uma alternativa saborosa aos clássicos empadões de batata e carne. Experimenta.
      Bjinhos,
      Sophia.

      Eliminar
  2. Já tinha ouvido falar da cozinha macrobiótica mas nada além do nome. Após ler sua postagem, vou pesquisar. Gostei demais do aspecto saborosíssimo do empadão. Beijos, Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A macrobiótica é todo um conjunto de princípios. Uma filosofia de vida e um conjunto de regras de culinária tão diferentes quanto interessantes. O melhor mesmo é que a comida é, além de saudável, muito gostosa.
      Experimente seguir os links que fornecemos neste post. Tenho a certeza que vai encontrar bastante informação interessante.
      Beijinho,
      Sophia.

      Eliminar