20 de março de 2013

Como preparar e conservar Silarcas


Olá Mary & Mom.

A Amanita ponderosa, mais conhecida como silarca (ou cilarca) é uma espécie de cogumelo comestível que pertence ao ecossistema do montado, crescendo e proliferando junto às raízes de sobreiros e azinheiras.

 Em Portugal pode encontrar-se na Beira Baixa e Alentejo e em Espanha pode ser encontrada nas regiões da Estremadura e Andaluzia.

O seu aroma é fortemente terroso, lembrando um pouco o cheiro da terra molhada, e o seu sabor é semelhante, mas menos intenso.

 Dificilmente encontrarão estes cogumelos à venda em supermercados convencionais, em Portugal. Também não vos aconselho a aventurarem-se na sua apanha sem a companhia de alguém com larga experiência nesta actividade. É que, embora o seu sabor seja irresistível e o seu valor comercial bastante elevado, existe a possibilidade de ser confundido com duas espécies semelhantes e altamente tóxicas e mortais: a Amanita phalloides e a Amanita verna.

 A forma mais segura e agradável de consumirem este petisco é fazerem uma visita ao Alentejo no final do Inverno ou início da Primavera e provarem-no num restaurante ou adega tradicional.

 São boas oportunidades para o fazerem o Congresso das Açordas, em Portel, que se realiza geralmente em meados de Março, a feira A Pão e Laranjas, na Vidigueira, que se realiza sensivelmente na mesma altura (este ano calharam no mesmo fim-de-semana) ou na Semana da Silarca, também na Vidigueira e também habitualmente no mês de Março.
 Mesmo fora destas alturas poderão encontrar nalguns restaurantes dos concelhos de Vidigueira e Portel pratos confeccionados com esta iguaria.

 Este ano tem chovido bem no Alentejo e as silarcas têm crescido e proliferado. Como tal, tive a sorte de arranjar algumas, oferecidas por uma amiga de Portel. De maneira que tenho feito os meus petiscos em casa.
Serve este post para vos transmitir algum do conhecimento que adquiri com as gentes destas terras sobre como tratar esta delicada iguaria que é a silarca.

Como se tratam:

 As silarcas , depois de apanhadas, podem conservar-se no frigorífico durante poucos dias, uma vez que ao fim de algum tempo começam a murchar e a perder qualidades em termos de textura.

Para armazenar silarcas em casa deve guardá-las ainda com terra (não se lavam!) num pacote de café vazio.  Se não tiver nenhum em casa peça-o num café, mas nunca guarde as silarcas num saco de plástico.
Congelam-se assim e assim se conservam boas durante vários meses.


Quando utilizar as silarcas, mais uma vez, não as lave! Remova toda a película externa à qual a terra adere fortemente e depois então, se ainda tiver um bocadinho de terra poderá dar-lhe uma lavadela.
Depois de "pelada" a silarca adquire um tom rosado característico, que é perfeitamente normal e em nada interefere na sua qualidade ou sabor.

Estão prontas a usar.
Bom apetite.
Bjinhos Sophia.


Webgrafia:
1) http://pt.wikipedia.org/wiki/Silarca
2) http://es.wikipedia.org/wiki/Amanita_ponderosa
3) http://www.reinodosfungos.com/2010/04/amanita-ponderosa-ou-cilarca.html
4) http://en.wikipedia.org/wiki/Amanita_verna
5) http://pt.wikipedia.org/wiki/Amanita_phalloides

Sem comentários:

Enviar um comentário