27 de dezembro de 2012

Pataniscas da horta

Olá Mary & Mom,
temos recebido ultimamente uns ricos molhinhos de feijão-verde dos nossos fornecedores À Mão de Semear. Lembrei-me então da sugestão de uma amiga num post que pusemos há algum tempo atrás: fundir peixinhos das horta e pataniscas de bacalhau obtendo umas deliciosas e verdinhas pataniscas da horta.
 Pus-me a imaginar como as havia de fazer e saíram-me assim:
  • 1 posta de bacalhau (previamente demolhado)
  • 150 g de feijão-verde
  • 1 limão 
  • leite q.b.
  • 1 caneca e meia de farinha (e mais qualquer coisinha)
  • 1 ovo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1 cebola pequena
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 colher de sopa de azeite
Começa-se por escaldar o bacalhau, que pode ser, não uma posta, mas uma parte menos nobre do bacalhau, como rabos ou postas finas. 
Depois de escaldado limpa-se de peles e espinhas e desfaz-se em lascas.
Cobrem-se as lascas de bacalhau com o sumo de um limão e leite e deixa-se a marinar durante cerca de duas horas (se não tenho muito tempo, deixo de molho apenas o tempo que me for possível).
Entretanto lava-se o feijão-verde, tiram-se as fibras de lado (se o feijão for muito fibroso) e os topos e corta-se às tirinhas finas.
Coze-se o feijão-verde em água e sal durante cerca de 10 minutos ou até que se apresente macio mas não muito cozido.

Noutro recipiente mistura-se uma chávena de farinha, o ovo, a cebola picada, a salsa picada, sal e pimenta e mistura-se tudo de modo a formar um polme espesso.
Ao polme assim formado acrescenta-se o bacalhau e o feijão verde.
Para acertar a consistência do polme usa-se a restante farinha e a mistura de leite e sumo de limão onde o bacalhau marinou.
Acertada a consistência da massa, que deve ficar mais ou menos espessa, acrescenta-se o azeite e o fermento em pó e mistura-se bem.
Numa sertã com azeite ou óleo bem quente fritam-se colheradas desta massa, virando-se as pataniscas assim obtidas de vez em quando, para fritarem de forma homogénea.
À medida que as pataniscas ficam douradinhas e fofas vão-se tirando para um prato com papel absorvente para libertarem o excesso de gordura.
Acompanham bem com arroz de tomate ou com arroz branco e uma saladinha.
Ficaram óptimas!
Obrigada Paula ;)

Beijinhos Sophia.

Sem comentários:

Enviar um comentário