8 de novembro de 2012

Soja à bolonhesa


Mary & Mom,

esta é para mim uma das mais bem sucedidas adaptações de uma receita de carne para uma versão vegetariana.

Quando deixei de comer carne e tive que procurar algumas alternativas para continuar a fazer uma alimentação equilibrada e rica em proteínas não havia tanta variedade de produtos para a alimentação vegetariana e os que havia não tinham preços muito acessíveis. A soja seca granulada era a honrosa excepção.

As primeiras experiências resultaram numas papas de aroma estranho e ainda tive que lhe dar algumas voltas até descobrir como cozinhá-la de uma forma airosa.

 O esparguete à bolonhesa feito com soja foi a minha primeira receita de sucesso feita à base de soja granulada.
 Tenho vindo a aperfeiçoá-la e neste momento agrada até ao mais céptico comedor de carne.

Acho até que a Sophia pequena gosta mais da bolonhesa feita com soja do que o papá faz com carne... eheheh! :)

 A soja é uma leguminosa bastante versátil e rica em proteína de elevada qualidade, com a vantagem de ser mais pobre em gordura que a carne e mais barata.
 A soja não tem um sabor muito forte nem especialmente agradável.

Pela minha experiência é fundamental demolhar a soja numa boa marinada com temperos a gosto. Normalmente deixo-a de molho na marinada durante a noite, mas recomendo que se demolhe durante pelo menos meia hora para absorver os aromas do tempero.
 A marinada que mais gosto consiste numa mistura de vinho tinto com molho de soja, mas como vos dizia, a soja é muito versátil e aceita muitos outros temperos. É só usar a imaginação.

 Os segredos desta receita são, para mim:

1º) a marinada - que é fundamental para aromatizar a soja - com o vinho tinto e o molho de soja que lhe dão um sabor especial ;
2º) escorrer a marinada, para não empapar o molho;
3º) deixar apurar bem o molho, porque se não apurar convenientemente, em vez de o vinho lhe dar um gosto agradável, dá-lhe um travo amargo e alcoólico que não tem graça nenhuma.
 Dito isto vamos pôr mãos à obra.

Para 4 ou 5 refeições precisam de:
  • Meia chávena de soja granulada
  • 2 colheres de sopa de molho de soja
  • 1 chávena de vinho tinto
  • 200 mL de polpa de tomate, ou uma lata pequena de tomate em pedaços, ou 3 tomates maduros e 100 mL de polpa de tomate
  • 1 cebola picadinha
  • 2 ou 3 dentes de alho inteiros e esmagados ou picadinhos
  • 150 a 200g de esparguete (ou outra massa do vosso agrado)
  • 100 mL de azeite
  • Sal grosso a gosto
  • pimenta q.b.
  • orégãos q.b.




Comecem por colocar a soja de molho no vinho tinto e no molho de soja. As quantidades que vos indiquei são meramente uma orientação: se verificarem que a soja absorve toda a marinada adicionem mais um pouco por forma a cobri-la completamente.







Deixem-na de molho pelo menos durante meia hora.
Eu costumo deixá-la de molho de um dia para o outro para ganhar mais sabor.

Antes de usar a soja convém escorrer o excesso de marinada. 
Reservem a marinada para adicionar ao molho, se necessário.
Prepara-se um refogado com a cebola picada, o alho e o azeite e deixa-se alourar.
Adiciona-se o tomate e deixa-se cozinhar mais um pouco com o tacho tapado.
Adiciona-se então a soja escorrida, a polpa de tomate, sal, pimenta e orégãos e deixa-se a apurar.
Se o molho secar excessivamente poderão adicionar-lhe um pouco da marinada.





Tenham ainda em atenção que a soja esteve de molho em vinho e por isso deve cozinhar o suficiente para deixar o álcool evaporar.
E voilá... está pronta a bolonhesa 100% vegetariana :)
Serve-se sobre o esparguete cozido e, para quem não é vegan, com um pouco de queijo ralado por cima (só para a gulodice).


Bom apetite.

Bjs Sophia.




Sem comentários:

Enviar um comentário