5 de setembro de 2012

Fricassé de peixes

Olá Mary & Mom :)
No outro dia falávamos do peixe-gato que agora se vê muito à venda nas peixarias dos supermercados e principalmente nas secções de congelados, em apetitosos filetes, branquinhos e baratos.
Com franqueza, nunca gostei muito deste peixe, principalmente pela sua textura demasiado mole e sabor insípido e "desengraçado", mas no outro dia lá caí na tentação do bom preço e comprei um saco de filetes. Andei a puxar pela cabeça e descobri uma forma interessante de o cozinhar: um delicioso fricassé de peixe!

Ingredientes:
  • 1 cebola e meia picada, ou 2 se forem pequenas ou medias
  • 3 dentes de alho picados
  • Azeite (suficiente para cobrir o fundo do tacho, talvez uns 130 mL)
  • 1 colher de sopa de margarina vegetal
  • sumo de 1 limão
  • 1 ovo
  • sal grosso q.b.
  • pimenta preta moída q.b. (ou acabada de moer, se tiverem moinho de pimenta)
  • 1 molhinho de coentros
  • 2 filetes de peixe-gato
  • 1 lata de atum
Preparação:
1- Comecei por preparar um refogado com a cebola e o alho bem picadinhos, o azeite e a margarina. Deixei refogar em lume brando com o tacho tapado.
2- Deixei que a cebola e o alho suassem bem, mas sem queimar, para fazer molho, e adicionei os filetes de peixe-gato semi-descongelados (tinha-os tirado para o frigorífico no dia anterior). Deixei-os cozinhar em lume brando com o tacho tapado, para também eles contribuírem para a formação do molho.
3- Estando os filetes cozinhados (ficam branquinhos e desfazem-se com a colher de pau) acrescentei o atum escorrido e os coentros picados e deixei cozinhar mais uns minutos com o tacho tapado, para conservar os líquidos.
4- Temperei com sal, pimenta e sumo de limão e dei uma mexidela com a colher de pau. Tapei o tacho e à parte bati o ovo inteiro com um garfo.
5- Retirei o tacho do lume e adicionei o ovo batido, mexendo energicamente para o ovo se misturar no molho sem formar pedaços grandes de ovo cozido. O molho vai ficar com um aspecto "talhado" pela reacção do ovo com o sumo de limão.
 6- Embora nesta altura já se possa considerar pronto o nosso fricassé, pelo risco de contaminação dos ovos com a malfadada Salmonella, e principalmente se o prato vai ser servido a crianças ou a idosos, recomendo que voltem a colocar o tacho no lume e deixem cozinhar o ovo um pouco mais. Tenham apenas o cuidado de não deixar secar o molho. Poderão acrescentar um pouco de água, se necessário.

 Serve-se com arroz branco.
Bom apetite.
Bjs Sophia

Sem comentários:

Enviar um comentário