23 de maio de 2019

Pêras Bêbadas


Seja com vinho tinto, seja com Porto e até há quem goste de as fazer com vinho branco. Seja no inverno ou no verão. Seja como sobremesa ou por goludice. Sabem sempre tão bem.


Ingredientes (6 pessoas):


  • 6 pêras rocha maduras (com o pé)
  • 300g de açúcar amarelo
  • 0,75L vinho tinto 
  • 6 paus de canela
  • 3 folhas de louro
  • meia colher de café de noz moscada ralada
  • 6 cravinhos da Índia
Preparação:
  1. Lavar, secar e descascar as pêras; cortando um pouco em baixo para que fiquem com uma base e possam assentar com o pé para cima.
  2. Num tacho, com dimensão para que as pêras assentem todas no fundo sem se encavalitarem, colocar o vinho a ferver com os temperos.
  3. Juntar o açúcar, mexer e colocar as pêras a cozer, durante aproximadamente 50 minutos, no tacho semi tapado.
  4. Retirar as pêras para o prato que leva à mesa e deixar a calda ferver até ganhar corpo.
  5. Verter uma ou duas colheres de calda sobre cada pêra ainda morna. 

Gulosas do coração, deliciem-se sff.

beijinho
Mom


5 de maio de 2019

Bolo de Laranja do Chef Avilez com um Poema de Eugénio de Andrade


 Mãe deixo-te um dos mais lindos poemas de Eugénio de Andrade, porque hoje é um dia especial para nós e para a Sophia.

Poema à Mãe

No mais fundo de ti, 
eu sei que traí, mãe 

Tudo porque já não sou 
o retrato adormecido 
no fundo dos teus olhos. 

Tudo porque tu ignoras 
que há leitos onde o frio não se demora 
e noites rumorosas de águas matinais. 

Por isso, às vezes, as palavras que te digo 
são duras, mãe, 
e o nosso amor é infeliz. 

Tudo porque perdi as rosas brancas 
que apertava junto ao coração 
no retrato da moldura. 

Se soubesses como ainda amo as rosas, 
talvez não enchesses as horas de pesadelos. 

Mas tu esqueceste muita coisa; 
esqueceste que as minhas pernas cresceram, 
que todo o meu corpo cresceu, 
e até o meu coração 
ficou enorme, mãe! 

Olha — queres ouvir-me? — 
às vezes ainda sou o menino 
que adormeceu nos teus olhos; 

ainda aperto contra o coração 
rosas tão brancas 
como as que tens na moldura; 

ainda oiço a tua voz: 

          Era uma vez uma princesa 

          no meio de um laranjal... 

Mas — tu sabes — a noite é enorme, 
e todo o meu corpo cresceu. 
Eu saí da moldura, 
dei às aves os meus olhos a beber,

Não me esqueci de nada, mãe. 
Guardo a tua voz dentro de mim. 
E deixo-te as rosas. 

Boa noite. Eu vou com as aves. 

Eugénio de Andrade, in "Os Amantes Sem Dinheiro" 

 Ingredientes

Massa
  • 5 ovos
  • 180g de manteiga sem sal (à temperatura ambiente)
  • 200g açúcar
  • 250g de farinha com fermento
  • Sumo e raspa de uma laranja
Cobertura
  • 100g de açúcar
  • 50g de sumo de laranja (meia laranja grande)

Preparação
  1. Bater o açúcar com a manteiga.
  2. Adicionar a raspa da laranja,as gemas e o sumo.
  3. Juntar a farinha em chuva.
  4. Finalmente incorporar as claras em castelo.
  5. Cozer durante 30 minutos em tabuleiro forrado com papel vegetal no forno pré aquecido a 160°C.
  6. Entretanto juntar os ingredientes da cobertura no copo misturador.
  7. Cobrir ir o bolo enquanto quente.
Feliz Dia  para todas as Mães.
Mom


21 de abril de 2019

Amêndoas Doces da Páscoa

        


Fez saquinhos de amêndoas das que perfumam a Páscoa e juntou-lhes amor até quase os rebentar. 
Colocou-lhes poemas e fitas e atirou-os ao vento com quanta força tinha. 
Todas as ruas da aldeia ficaram perfumadas naquele ano. 


Na verdadeira história é com chocolate que a aldeia fica perfumada. 
Também não é na Páscoa que o milagre acontece. 
É no Natal. 
Bem podia ter sido na Páscoa e com amêndoas!

Ingredientes
  • 1 chávena de amêndoas descascada mas com pele
  • 1 chávena de açúcar
  • 1 chávena de água
  • 1 colher de sopa de cacau
  • 1 colher de sopa de aroma de baunilha

Preparação
  1. Colocar ao lume todos os ingredientes e mexer regularmente até obter um ponto alto quase seco.
  2. Espalhar tudo sobre uma superfície fria.
  3. Separar as amêndoas umas das outras com duas colheres.
  4. Deixar arrefecer completamente antes de embalar.


As amêndoas desta Páscoa foram receitadas por uma amiga.
Feliz Páscoa
Mom










4 de abril de 2019

Bolo de bacia feito com massa de pão


Tenho fases, como a lua, 
Fases de andar escondida, 
fases de vir para a rua... 
Perdição da minha vida! 
Perdição da vida minha! 
Tenho fases de ser tua, 
tenho outras de ser sozinha. 


Fases que vão e que vêm, 

no secreto calendário 
que um astrólogo arbitrário 
inventou para meu uso. 


E roda a melancolia 

seu interminável fuso! 


Não me encontro com ninguém 

(tenho fases, como a lua...). 
No dia de alguém ser meu 
não é dia de eu ser sua... 
E, quando chega esse dia, 
o outro desapareceu... 


Cecília Meireles, in 'Vaga Música'


Em comum, apenas a época do poema e da receita. 
Uma época a em que poucas mulheres teriam a independência da poetisa e talvez muitas tivessem a receita. 

Em homenagem a todas elas, nossas antepassadas, e fica a receita. 


Ingredientes
  • 500g massa de pão
  • 300g de açúcar amarelo
  • 4 ovos
  • 1 colher sobremesa de bicarbonato de sódio
  • 1 cálice de aguardente
  • 1 colher de sobremesa de canela
  • 1 colher de café de cravinho da Índia em pó
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 2 colheres de sopa de azeite


Preparação
  1. Acender o forno a 200°C.
  2. Com a mão ou com a batedeira misturar muito bem a massa com o açúcar e amassar muito bem.
  3. Juntar as especiarias, o azeite, o o mel, o bicarbonato e os ovos, um a um.
  4. Verter a massa numa forma bem untada com azeite e polvilhada de farinha e levar ao forno a cozer durante 50 minutos a 180ºC (em forma tapada durante os primeiros 40 minutos).

Feliz Primavera.
Mom